Donald Trump deseja feliz ano novo aos inimigos e Kim Jong-un faz a primeira ‘ameaa’ de 2018

O ano de 2017 foi palco de tensão entre Coréia do Norte e os EUA. Enquanto o país de Kim Jong-un realizou vários testes com mísseis, Donald Trump devolveu as ameaças e disparou vários recados através de sua rede social favorita – o Twitter. Em uma dessas mensagens, ele quase começou uma guerra com os norte-coreanos.

Assim como foi durante todo o ano, também foi durante a virada e o primeiro dia de 2018. Enquanto o presidente norte-americano deixou um recado cordial – mas não sem um tom passivo-agressivo contra aqueles que não o apoiam – o líder da Coréia do Norte discursou sobre seu poder nuclear.

Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, começou seus tweets de ano novo no domingo, 31, comemorando suas realizações em 2017.

De acordo com ele, foi um ano de sucesso, e que o seu governo está “apenas começando”, e usa o slogan de sua campanha eleitoral para afirmar que está cumprindo sua promessa.

“Que ano, e estamos apenas começando. Juntos, estamos tornando a América grande de novo! Feliz Ano Novo!”.

Mas tarde, ele publicou uma mensagem de feliz ano novo para seus amigos, inimigos, “e até à muito desonesta mídia”.

“À medida que nosso país cresce, ficando mais forte e mais esperto, eu quero desejar a todos os meus amigos, apoiadores, inimigos, os que me odeiam e até à muito desonesta mídia do Fake News um feliz e saudável Ano Novo. 2018 será um grande ano para a América!”

Já o líder norte-coreano Kim Jong-un não quis saber de cordialidades com os EUA. Ele fez um discurso televisionado e afirmou que sempre tem à mesa um “botão nuclear”. Apesar disso, garantiu que só o apertaria caso a segurança de seu país estivesse ameaçada.

Essa é a realidade, não uma ameaça.

Como fez anteriormente, ele afirmou que tem tecnologia para atingir todo o território dos EUA com mísseis e que, por isso, Trump não começaria uma guerra. Também disse que está aberto ao “diálogo” com a Coreia do Sul

Resta esperar e torcer para que em 2018 as ameaças não passem disso – troca de recados que não resultam em risco direto à população.

Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *